Brasileiro vai poder usar FGTS para pegar empréstimo consignado


O brasileiro vai poder usar o FGTS como garantia de um empréstimo consignado. A regra vale para todos os trabalhadores demitidos sem justa causa. O FGTS como crédito é para ser usado apenas em uma emergência, senão vira assim uma armadilha. A pessoa esvazia o seu Fundo de Garantia e quando precisa mesmo não vai ter.

O nome já diz tudo. A letra ‘G’ do fundo é ‘garantia’, uma reserva para ser usada exatamente quando o trabalhador perde o emprego. É sim uma armadilha, porque não deixa de ser também uma forma de endividamento.

Bom Dia Brasil: Já pensou em pegar empréstimo para comprar alguma coisa?
Francisco Vilela,engenheiro: Já, todo dia.
Bom Dia Brasil: E o empréstimo consignado, aquele que desconta as parcelas direto do salário?
Lucimar Rodrigues, funcionária pública: Já, mais para comprar, tipo, material de construção, para melhorar a casa.
Bom Dia Brasil: Mas, e se perder o emprego, ficar sem salário para descontar a parcela?
Aliomar Júnior: É, isso, aí fica numa situação muito complicada, difícil, né?

Como tem cada vez mais gente nessa situação, o Congresso aprovou esta semana uma proposta que permite às pessoas demitidas sem justa causa usarem parte do FGTS como garantia para empréstimos consignados. O trabalhador pode escolher entre usar 10% do valor total do fundo ou todo o valor da multa paga pelo empregador no momento da demissão. A proposta foi enviada ao Congresso ainda no governo da presidente afastada, Dilma Rousseff. A Caixa ainda precisa definir como isso vai funcionar.

“É uma boa. Assim, é o dinheiro que está ali, é o dinheiro que você trabalhou, que fica parcialmente guardado. É um valor que você vai poder usar”, diz a desempregada Albetiza Batista.

O uso do Fundo de Garantia nos empréstimos pode até fazer com que os juros caiam. Hoje, a taxa média do consignado para os funcionários públicos, que têm mais estabilidade no emprego, é de 26%. Para quem trabalha na iniciativa privada, onde a incerteza é maior, a taxa sobe para 41% por cento.  

Usar o FGTS como garantia pode até ser um alívio na hora do aperto. Mas quem for optar pelo empréstimo precisa ficar atento. Quem atua na área de finanças diz que isso pode virar uma armadilha e complicar ainda mais a situação de quem já está endividado.

“Incentiva de um certo modo o endividamento da população,pq vc está pegando um dinheiro que é uma finalidade de ter um fundo de reserva e está oferecendo para alguém, incentivando que ela pegue um crédito”, explica Leonardo Gomes, planejador financeiro pessoal.

Mais dívida? Está todo mundo querendo distância.

“Pegar empréstimo, depois se endividar, vira uma bola de neve, então, nem pensar”, diz a diarista Sâmia Rios.

A Caixa ainda vai estabelecer as regras para que o FGTS comece a ser utilizado como garantia dos empréstimos consignados. O Conselho Curador do FGTS também precisa definir o número máximo de parcelas e as taxas de juros que serão cobradas.

 

Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/07/brasileiro-vai-poder-usar-fgts-para-pegar-emprestimo-consignado.html


Publicado em 22/08/2016

© 2017 - F5 Promotora

www.f5promotora.com.br - Todos os direitos reservados
EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS • CRÉDITO CONSIGNADO • REFINANCIAMENTOS
EMPRESA DO GRUPO PEIXOTO